HAC volta a realizar exames de ressonância magnética após manutenção

Os exames de ressonância magnética voltaram a ser realizados no Hospital Alcides Carneiro nesta terça-feira (05/04) após uma manutenção iniciada no final de fevereiro. Realizada pela fabricante Siemens, os reparos custaram em torno de R$150 mil e foram finalizados na última sexta-feira (01/04), quando foram iniciados testes no equipamento até esta manhã. 

Neste período, entretanto, a população não ficou sem o procedimento, que passou a ser realizado pela empresa Lumic – por meio da Secretaria Municipal de Saúde – e da Clínica Dom Pedro II, contratada de forma emergencial pelo Sehac para atender a demanda da cidade. Apenas o Alcides Carneiro é responsável, todos os meses, por mais de 450 exames de ressonância magnética na população.

As imagens obtidas no procedimento são essenciais para muitos diagnósticos, possibilitando fazer análises de doenças neurológicas, ortopédicas, abdominais, cervicais e cardíacas, sendo um procedimento também indicado para diagnóstico de tumores, doenças degenerativas, coágulos e traumas. A ressonância aumenta consideravelmente a eficácia dos diagnósticos de esclerose múltipla, tumores no cérebro e na glândula pituitária, infecções cerebrais e nas articulações, infecções na medula espinhal, lesões, derrames em estágio inicial, entre muitas outras enfermidades.

O Diretor-Presidente do Sehac, Ricardo Patuléa, celebrou o retorno dos exames ao Alcides Carneiro e anunciou a manutenção do contrato com a Clínica Dom Pedro II. “Estamos muito satisfeitos com a conclusão da manutenção corretiva e preventiva, foi um grande investimento e ainda garantimos que os nossos pacientes não ficassem sem seus exames neste período. Vamos manter o contrato emergencial com a Clínica Dom Pedro II para que lá sejam atendidos, de forma exclusiva, os pacientes oncológicos para que possamos zerar a fila de espera em breve”, pontuou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *