Hospital Alcides Carneiro oferece apoio escolar para crianças e adolescentes internados

Com o objetivo de garantir o direito constitucional à educação em qualquer ambiente, a Prefeitura, por meio de uma parceria entre o Serviço Social Autônomo Hospital Alcides Carneiro (Sehac) e a Secretaria de Educação, está disponibilizando profissionais para auxiliar pacientes com idade entre 4 e 17 anos com condições clínicas em suas atividades pedagógicas.

As atividades acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h em espaço reservado na nova Brinquedoteca do HAC, ou mesmo nos leitos, se necessário. “Além de fornecer a equipe de profissionais, também investimos em um espaço propício para que estes pacientes possam manter seus estudos em dia, com materiais didáticos e equipamentos adequados”, detalha o prefeito Rubens Bomtempo.

A secretária Chefe de Gabinete e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Luciane Bomtempo, destaca que a intenção é assegurar que as crianças e adolescentes recebam a devida atenção educacional durante o período em que estão internados. “Além disso, essas atividades são eficazes no processo de recuperação, pois o abalo emocional causado pela hospitalização é substituído pelo sorriso, tornando o processo de internação menos traumático”, disse.

O planejamento das aulas acontece após um contato realizado entre a Secretaria de Saúde e a escola de origem dos pacientes, direcionando as atividades de acordo com o conteúdo pedagógico que está sendo abordado no período em que o paciente está hospitalizado. Os estudos oferecidos são adaptados de acordo com a faixa etária e a classe escolar do paciente, garantindo um atendimento alinhado às necessidades de cada aluno/paciente.

“Esta integração entre a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Educação é fundamental para proporcionar um ambiente mais completo e humano, contribuindo para o bem-estar e o desenvolvimento integral das crianças e adolescentes hospitalizados”, afirmou o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

“Temos um compromisso e a responsabilidade de atender os pacientes de forma integral, respeitando o seu direito à educação, promovendo a saúde sem danos ao desenvolvimento escolar”, declarou o diretor-presidente do Sehac, Ricardo Patuléa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *